Sumário
11. Caminho mais curto para gerar e autorizar uma NF-e
10. Credenciamento para emissão de NF-e
« Anterior
12. Web Service da NF-e [02-08-15]
Próximo »

11. Caminho mais curto para gerar e autorizar uma NF-e

Pré-requisitos essenciais

Roteiro de implantação

  1. Opções para criar a NF-e;

    • gerar o XML da NF-e; ou
    • gerar um arquivo Texto no padrão do emissor gratuito da NF-e e utilizar a funcionalidade TXT2XML que converte o txt em XML;
  2. Formas de envio da NF-e

    • chamar a funcionalidade EnviaNFe2G para enviar a NF-e sem assinatura, esta funcionalidade assina o XML, valida o XML, gera o lote e transmite o lote;
    • chamar a funcionalidade BuscaNFe2G para verificar o resultado do processamento do lote;
  3. Resultado do processamento da NF-e

    • se a NF-e tiver sido autorizada: gravar o procNFe e imprimir o DANFE (a DLL não oferece suporte para impressão do DANFE),
    • caso contrário é preciso verificar a causa da falha, corrigir e reiniciar o processo.

O primeiro grande desafio será decidir como gerar o XML da NF-e:

  1. Gerar na raça (vide guia de implantação);
  2. Utilizar algum componente que permita trabalhar com documento XML(exemplo: xmlDocument);
  3. Utilizar as funcionalidades oferecidas pela DLL;
  4. Gerar um arquivo texto no padrão do emissor da NF-e de SP e utilizar a funcionalidade de converter o texto em XML.
  5. Outros (classes disponibilizadas pela comunidade, pesquise nos fóruns);

Com o XML da NF-e pronto, o restante do processo é bastante rápido.

Vale ressaltar que o envio individual da NF-e deve ser evitado nos casos em que exista um volume considerável de notas, pois o processo é bastante lento e vai comprometer a performance da aplicação.

Diagrama:

DiagramaAalho

11. Caminho mais curto para gerar e autorizar uma NF-e
Sumário
« Anterior
10. Credenciamento para emissão de NF-e
Próximo »
12. Web Service da NF-e [02-08-15]