Sumário
5. Uso da DLL
4.4. Atualização da biblioteca
« Anterior
5.1. DELPHI com early binding
Próximo »

5. Uso da DLL

Sumário

Pré-requisitos

A DLL requer um equipamento com sistema operacional Windows 32/64 bits (Windows XP/Vista/7/etc.) com framework .NET 2.0 instalado.

Antes de utilizar a DLL é necessário "instalar a DLL" que consiste no registro da DLL no ambiente .NET, caso ainda não tenha feito registro siga os passos descritos em Instalação da DLL.

Arquivos e pastas necessários para uso da DLL

Os arquivos da DLL devem estar presentes na pasta da aplicação que vai utlizá-la, assim os seguintes arquivos e pastas devem estar presentes na pasta da aplicação ou do projeto:

  • NFSe_Util.dll (biblioteca);
  • pasta NFSE_Util, com as seguintes pastas:
    • pasta NFSE_URL (pasta com os arquivos das URLs dos WS);
    • pasta NFSE_Schemas (pasta com os arquivos de Schema XML do Pacote de Liberação em uso).

Importante O Visual Basic e o Visual FoxPro têm a característica de executar a aplicação em modo debug na pasta onde está instalado o framework, assim, será necessário copiar os arquivos e pastas acima relacionados para a pasta do VB ou VFP (c:\arquivos de programas\Microsoft Visual Studio...), a inexistência dos arquivos provoca erro Ole Error 80070002 / 80040002 na execução da aplicação em modo debug.

Forma de integração da DLL: early binding x late binding

Qualquer linguagem que ofereça automação OLE com uso do early binding ou late binding tem potencial para acessar a biblioteca.

As linguagens mais novas oferecem o acesso via early binding que "faz a integração" da DLL com a aplicação durante a compilação da aplicação fazendo a referência correta com os métodos utilizados, além de facilitar a codificação por oferecer ajuda para referenciar os métodos com o intelisense (VB) ou Code Insights (Delphi).

No late binding, a "integração" da DLL com a aplicação é realizada durante o execução da aplicação, gerando um trabalho extra para aplicação que deve verificar a existência do método, as propridade e os tipos dos parâmetros, sendo possível a ocorrência de erro de execução se não existir o método ou parâmetro, exigindo uma maior atenção na codificação e depuração da aplicação.

Em princípio, o uso do early binding é mais recomendado, contudo requer suporte da linguagem. Contudo, cabo ressaltar que existem casos como do Delphi 5/6 que apesar de suportar o early bindng, as units de integração geradas pela linguagem têm problemas e requer um ajuste manual que é bastante trabalho e nem sempre dá certo de primeira. O uso do early bindig com gerador de aplicação como é o caso do GAS em VB pode ser trabalho também. Assim, nestes casos o uso do late binding pode ser mais recomendado.

5. Uso da DLL
Sumário
« Anterior
4.4. Atualização da biblioteca
Próximo »
5.1. DELPHI com early binding